Reabilitação do Jardim Hidráulico

Herança da Expo’98, o Jardim Hidráulico, parte integrante dos Jardins da Água, é um espaço de conhecimento e lazer onde podemos ver e interagir com réplicas de equipamentos hidráulicos utilizados por vários povos e civilizações ao longo dos tempos, como o parafuso de Arquimedes, a turbina de Pelton ou o moinho de água. A falta Ler mais sobreReabilitação do Jardim Hidráulico[…]

Abate de choupos no Rossio dos Olivais

Sob o pretexto de que estão inseridos na zona de intervenção de uma empreitada de reabilitação da rede de saneamento, a CML prepara-se para abater sete choupos no Rossio dos Olivais. O pedido de autorização para abate acrescenta que dado o porte elevado das árvores não é possível o seu transplante. Pode depreender-se nas entrelinhas Ler mais sobreAbate de choupos no Rossio dos Olivais[…]

Lembra-se do Pavilhão da Água?

Dias depois de ficarmos a conhecer a decisão do município de Sintra de demolir o antigo Pavilhão do Japão na Expo’98, instalado no Parque da Liberdade desde 1999, o Pavilhão da Água, agora no Porto, volta a abrir portas ao público após uma profunda remodelação a nível estrutural e também de renovação do espólio expositivo. Ler mais sobreLembra-se do Pavilhão da Água?[…]

José Sarmento de Matos (1946 – 2018)

Faleceu esta manhã, aos 72 anos de idade, José Sarmento de Matos. Formado em História da Arte e especialista na arquitetura civil de Lisboa identificava-se, sempre, como olisipógrafo. Foi o responsável pela conceção da toponímia característica do Parque das Nações e a ele se deve a escolha dos nomes das ruas, fortemente ligados aos Oceanos Ler mais sobreJosé Sarmento de Matos (1946 – 2018)[…]

Árvores mortas em Lisboa no “Portugal em Direto” (RTP)

A RTP transmitiu no programa “Portugal em Direto”, uma reportagem sobre a morte de árvores na cidade de Lisboa, com ênfase no estado do arvoredo da Alameda dos Oceanos e restantes espaços da freguesia do Parque das Nações. A reportagem contou com os depoimentos de Emanuel Sousa, conhecido defensor do património arbóreo da capital, Cristina Castel-Branco, Ler mais sobreÁrvores mortas em Lisboa no “Portugal em Direto” (RTP)[…]

As árvores morrem de pé

Um dos fatores mais importantes para a estratégia de recuperação ambiental da Zona de Intervenção da Expo’98 foi a elaboração do Plano de Arborização que se traduziu na plantação de mais de 10.000 árvores em toda a área. Um dos seus maiores méritos foi ter permitido salvar cerca de 500 árvores adultas que pela sua Ler mais sobreAs árvores morrem de pé[…]

Regresso ao Oceano

“O Pavilhão dos Oceanos, futuro Oceanário de Lisboa, é uma celebração do oceano, uma celebração da vida. É um convite permanente dirigido a pessoas de todo o mundo para visitarem lugares remotos, encontrarem animais diferentes e, num contexto de lazer e entretenimento, pensarem em desempenhar um papel no programa da Humanidade para o próximo século: Ler mais sobreRegresso ao Oceano[…]

Luís Vassalo Rosa (1935 – 2018)

Tomámos conhecimento esta tarde do falecimento do Arq.º Luís Vassalo Rosa, antigo Diretor dos Serviços de Planeamento e Gestão Urbanística da Parque EXPO S.A. e responsável pelo Plano de Urbanização, coordenação e gestão urbanística da Zona de Intervenção da EXPO’98. Vassalo Rosa foi o “pai” daquilo a que hoje chamamos Parque das Nações, uma designação Ler mais sobreLuís Vassalo Rosa (1935 – 2018)[…]

Grande Reportagem Antena 1 – “Cidade Imaginada”

Há quase 20 anos Lisboa ganhou uma nova cidade a oriente, mas ainda há desafios por ultrapassar no lugar que acolheu a exposição mundial de 1998. Falta, por exemplo, um centro de saúde para dar resposta aos cerca de 21 mil residentes do Parque das Nações. Para além disso, esta zona cosmopolita ainda está divorciada Ler mais sobreGrande Reportagem Antena 1 – “Cidade Imaginada”[…]

Facebook