Grandes eventos e o espaço público

Num curto espaço de 3 meses, o Parque das Nações já recebeu 3 eventos de grande dimensão: o Festival da Eurovisão, as comemorações do Jubileu de Diamante do Príncipe Aga Khan e o Festival Super Bock Super Rock.

Independentemente da visibilidade e das contrapartidas financeiras diretas e indiretas que eventos deste tipo possam trazer para a freguesia, o mínimo exigível por todos aqueles que aqui moram e sofrem na pele estas constantes restrições de circulação é que, assim que qualquer um desses eventos termine, o espaço público seja de imediato devolvido aos moradores e visitantes, limpo e arranjado.

Uma semana depois de ter ocorrido o festival SBSR, o Rossio dos Olivais e a zona envolvente do Pavilhão de Portugal apresentam um aspeto vergonhoso. A calçada artística da autoria de Fernando Conduto permanece por lavar e em muitas zonas foi destruída havendo pedras soltas um pouco por toda a parte. Ainda é visível lixo por recolher e centenas de braçadeiras de plástico usadas vão-se acumulando pelo chão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parece-nos evidente que a sobrecarga de grandes eventos no espaço público associado à falta de manutenção corrente do mesmo tem acelerado a sua degradação. O lógico seria que as contrapartidas financeiras destes eventos fossem aplicadas diretamente na gestão urbana do espaço mas infelizmente isto está longe de ser uma realidade.

 

Facebook