Alameda dos Oceanos e Av. Dom João II às escuras

É evidente para quem passa à noite nos troços norte da Alameda dos Oceanos e Avenida Dom João II a existência de um problema com a iluminação pública. No entanto, poucos imaginarão a dimensão desse problema. Um levantamento realizado pela ACIPN permitiu concluir que mais de metade das lâmpadas dos candeeiros estão fundidas ou desligadas! Uma situação totalmente inaceitável, que representa um perigo para todos os que por ali circulam e que revela, mais uma vez, a negligência de quem gere atualmente o Parque das Nações.

Preocupada com o perigo decorrente deste facto, a ACIPN torna pública a carta que enviou à Junta de Freguesia do Parque das Nações, à Câmara Municipal de Lisboa e à EDP Distribuição, entidades responsáveis por esta situação:

 

Lisboa, 16 de junho de 2016

Exmos. Senhores,

Vem esta Associação alertar para a situação de perigo eminente que enfrentam todos os peões, ciclistas, motociclistas e automobilistas que percorrem durante a noite os troços norte da Alameda dos Oceanos (entre a rotunda junto à antiga Porta Norte do recinto da Expo’98 e a rotunda conhecida por rotunda da Ford) e da Av. Dom João II (entre a rotunda da Ford e a Praça do Venturoso). Esta situação é causada pelo total abandono a que os candeeiros têm sido votados por parte de quem lhes devia prestar manutenção e por quem devia fiscalizar essa manutenção.

Ao tomar consciência deste facto, dois membros desta Associação investiram duas horas e meia do seu tempo e na noite de 14 de junho executaram um levantamento exaustivo das lâmpadas que estão apagadas nos candeeiros tipo torre que existem nesses troços. Os resultados desse levantamento são assustadores, demonstrando, de uma forma clara e inequívoca, que a iluminação tem sido totalmente negligenciada nos últimos anos e que o problema não se restringe às zonas de travessia para peões.

O modelo de candeeiro em análise comporta 6 lâmpadas por torre. Contabilizámos 77 candeeiros o que faria pressupor que estariam em funcionamento 462 lâmpadas. No entanto, encontrámos 239 lâmpadas apagadas, mais de 50% da iluminação! Mais grave ainda é existirem 4 candeeiros totalmente às escuras e 12 com apenas uma lâmpada acesa, sendo que em 3 deles essa lâmpada também está prestes a fundir-se. Além destes, há ainda a registar 18 candeeiros com duas lâmpadas, 15 com três lâmpadas, 15 com quatro lâmpadas, 8 com cinco lâmpadas e apenas 5 com a totalidade das seis lâmpadas operacionais.

Encontrámos também inoperacional um foco que fora colocado no dia 14 de fevereiro de 2014, junto a uma passadeira perto do condomínio Espelho do Tejo. Foram também encontrados alguns candeeiros sem número e um com a tampa da zona de ligações fechada por adesivo (fita cola).

A situação descrita por si só já é gravíssima mas tende a piorar devido a densidade do arvoredo nestes arruamentos. Certamente concordarão que não há poupança que pague uma vida humana. A escuridão em alguns locais é quase absoluta, de tal forma que foi difícil tomar apontamentos das lâmpadas em falta. O sentimento de insegurança e o vandalismo também aumentam exponencialmente face à escuridão que reina por estes locais.

Perante o exposto somos compelidos por razôes morais a tornar público o conteúdo desta carta depois de a remeter às entidades que têm responsabilidades nesta situação: Junta de Freguesia do Parque das Nações, Câmara Municipal de Lisboa e EDP.

Junto anexamos os mapas dos candeeiros, com a sua identificação e o número de lâmpadas acesas face às seis que deveriam estar em funcionamento. Anexamos ainda algumas fotografias com exemplos das situações reportadas.

Colocando-nos, desde já, à disposição para qualquer esclarecimento adicional e colaboração na resolução deste problema, apresentamos os nossos melhores cumprimentos,

A Direção

ANEXOS

Alameda dos Oceanos: Porta Norte – Rua de Moscavide mapa1

Alameda dos Oceanos: Rua de Moscavide – Rotunda das Oliveirasmapa2

Alameda dos Oceanos: Rotunda das Oliveiras – Rotunda da Ford / Avenida Dom João II: Avenida da Peregrinação – Rotunda da Fordmapa3

Avenida Dom João II: Rua do Zambeze – Avenida da Peregrinaçãomapa4

Avenida Dom João II: Praça do Venturoso – Rua do Zambezemapa5

 

pjimage (5)pjimage (6)pjimage (8)pjimage (7)

Facebook